Falece Thomas Rittscher Junior, um dos pioneiros do surf no Brasil
O americano radicado no Brasil construiu a primeira prancha em madeira em Santos e, autodidata, foi o primeiro surfista no país
por Paula Sgarbi, 28/11/2011 00:00
SHARE:
  • O surfista autodidata Thomas Rittscher: pioneiro do esporte no Brasil. Foto: Divulgação
  • À esquerda, Thomas em foto tirada por Jair Bortoleto, para seu livro ’Alma Santista’. À direita, na foto com o pranchão, Thomas exibe habilidade e estilo como pioneiro do surf no Brasil, e praticante de diversos outros esportes aquáticos. Enquanto isso, remando está seu amigo e também pioneiro do esporte, Osmar Gonçalves.
  • À esquerda, em foto de acervo pessoa Thomas desliza sobre o mar de Santos em 1938. À direita, Thomas e sua irmã Margot, que o acompanhou como a primeira mulher a surfar no Brasil. Foto: João Felippe/Arquivo pessoal/Trip
  • Margot, em entrevista à revista feminina TPM. Foto: TPM/Divulgação
  • Acima, à esquerda e embaixo à direita, Picuruta Salazar, Margot e Thomas se manifestam à favor da criação do Museu do Surf em Santos em 2008. Ao lado, a estilosa Margot. Embaixo, à esquerda: Thomas e Margot são homenageados em Santos. Foto: Divulgação
  • Thomas Wittscher Junior. Foto: Herbert Passos Neto
1/6
O surfista autodidata Thomas Rittscher: pioneiro do esporte no Brasil. Foto: Divulgação
Na última quinta-feira, o Surf no Brasil perdeu aquele que muitos chamavam de ‘pai’ do esporte. Após quase um século de vida, falece Thomas Rittscher Junior, o primeiro surfista no Brasil, devido a complicações de saúde e idade avançada.

Apesar de ser nascido nos EUA, Thomas veio com sua família para a cidade de Santos aos 13 anos. Lá, cresceu concluindo o ginásio em um colégio americano, e o colegial em uma rigorosa formação da escola alemã. 

Sempre apaixonado pelo esporte, engajou-se a prática dos mesmos aquáticos, tais como remo, natação, salto ornamental e polo aquático - foi, mais para a frente, um dos fundadores do Atlântico Clube.

Em 1934, inspirou-se em um modelo de prancha publicado na revista Popular Mechanics e construiu a primeira prancha de surf em madeira então. Era visto pegando ondas na companhia de sua irmã, Margot, pelas praias de Santos.

A partir de então, ajudou seu amigo Juá, João Roberto Haffers, a construir a próxima prancha. Nasce assim o esporte no Brasil,  contando também com os nomes Osmar Gonçalves e Silvio Manzoni entre os dos pioneiros.

Quando vivo, distinguiu-se como Cidadão Santista, por, desde sempre, ter sido um dos grandes incentivadores dos esportes náuticos em Santos. 


A equipe Alma Surf externa sinceras condolências à família e aos amigos de Thomas.
SHARE:
Surf é Amor
Social box almasurf